Carta Aberta ao MMA


CARTA ABERTA

À Exma. Ministra do Meio Ambiente, SRA. IZABELLA TEIXEIRA

C/c: Diretor do DEA/MMA, Sr. NILO SERGIO DE MELO DINIZ

C/c: Comitê Assessor do Órgão Gestor da PNEA

C/c: Presidente do IBAMA,  Sr. CURT  TRENNEPOHL

Considerando que a Constituição Federal de 1988 no artigo 225, adota a cidadania como princípio, objetivando tornar efetivo o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, responsabilizando o poder público por sete incumbências (e somente ele) mesmo impondo a este e à coletividade a obrigação por sua defesa e preservação, estabelece as seguintes incumbências:

a) Quatro (I, II, III e VII) direcionam a ação do Poder Público para defesa e proteção de processos ecológicos essenciais, ecossistemas, patrimônio genético, flora e fauna utilizando diferentes estratégias (preservar, restaurar, manejar, fiscalizar, criar áreas protegidas);

b) Duas (IV e V) para a prevenção de danos e avaliação de riscos ambientais, decorrentes da realização de obras e atividades potencialmente degradadoras, e da produção e circulação de substâncias perigosas; e

c) Uma (VI) para criação de condições para a coletividade cumprir o seu dever de defender e proteger “o meio ambiente ecologicamente equilibrado para as presentes e futuras gerações”, por meio da promoção da educação ambiental.

Considerando que a atuação do poder público deverá ocorrer em todos os níveis de ensino e conscientização pública para a preservação e conservação do meio ambiente;

Considerando que a Lei 9795, de 27 de abril de 1999 institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e determina como parte do processo educativo mais amplo, que todos têm direito à educação ambiental, incumbindo aos órgãos integrantes do Sistema Nacional de Meio Ambiente – SISNAMA, promover ações de Educação Ambiental integradas aos programas de conservação, recuperação e melhoria do meio ambiente;

Considerando que o Decreto 4.281 de 25 de junho de 2002 regulamenta a Política Nacional de Educação Ambiental e estabelece que sua execução deverá ser feita pelos órgãos e entidades integrantes do SISNAMA com a criação, manutenção e implementação de programas de educação ambiental atreladas às atividades de conservação da biodiversidade, de

zoneamento ambiental, de licenciamento e revisão de atividades efetivas ou potencialmente poluidoras, de gerenciamento de resíduos, de gerenciamento costeiro, de gestão de recursos hídricos, de ordenamento de recursos pesqueiros, de manejo sustentável de recursos ambientais, de ecoturismo e melhoria de qualidade ambiental;

Considerando a Portaria do Ibama nº 77- N de 2002 que cria e estabelece as atribuições dos Núcleos de Educação Ambiental nas superintendências ligados ao gabinete;

Considerando que o Decreto nº 6.099, de 26 de abril de 2007 aprovou a Estrutura Regimental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA que dispõe sobre o cumprimento de suas finalidades, dentre elas a execução de programas de Educação Ambiental, de acordo com as diretrizes fixadas pelo Ministério do Meio Ambiente;

Considerando que um dos 13 compromissos do programa de governo da presidente Dilma para o Brasil seguir construindo o desenvolvimento sustentável é “Ampliar e fortalecer a Educação Ambiental”;

Considerando os documentos Relatório final do I Encontro de Educadores Ambientais do IBAMA e ICMBio, Moção dos Educadores Ambientais do Ibama e ICMBio, elaborados em 2008, e a petição da Asibama Nacional, de julho de 2009, na qual a Associação Nacional de servidores da carreira ambiental manifesta sua preocupação para com o desmantelamento da educação ambiental nos órgãos do SISNAMA e no País, bem como requer que o Poder Público implemente coordenações gerais e regionais no IBAMA e Instituto Chico Mendes, todos já encaminhados ao MMA, IBAMA e ICMBio.

Nós, servidores públicos federais do IBAMA, educadores ambientais dos Núcleos de Educação Ambiental nas Superintendências do IBAMA, Gerências Regionais, e Escritórios Regionais dos estados: RS, SC, PR, SP, MG, ES, RJ, MT, MS, DF, GO, BA, CE, AL, PE, PB, RN, CE, PI, MA, AC, TO, PA, AM, PA, RO, RR; e nas Coordenações Regionais do ICMBio, vimos por meio dessa, ressaltar a necessidade urgente da reinstitucionalização da Educação Ambiental no âmbito do IBAMA já que trabalhamos em parceria.

Destaca-se que desde 2007, quando o IBAMA foi dividido, a então Coordenação Geral de Educação Ambiental – CGEAM, foi extinta, que a as ações educativas desenvolvidas por este órgão ambiental federal (IBAMA), carecem de um locus institucional e de linhas orientadoras que permitam o cumprimento de nossa atribuição enquanto órgão executivo da Política Nacional de Educação Ambiental, Lei nº 9795/99.

A partir de um levantamento informal, ocorrido em fevereiro do presente ano, pelos próprios educadores ambientais do IBAMA que atuam nas diferentes superintendências, escritórios regionais e gerências, foi possível estabelecer um quadro geral da situação dos Núcleos de Educação Ambiental, NEAs. Este levantamento demonstra uma grande precariedade de infraestrutura, recursos materiais e humanos para que se possa desenvolver as ações educativas demandadas pela sociedade ao Ibama (tabela em anexo).

Infelizmente, não foi possível obter informações de todos os NEAs do país, o que, por si só, já é um indicador da precariedade da área de educação ambiental no IBAMA. A inexistência de uma Coordenação Geral, responsável por construir diretrizes internas, planejar, organizar sistemas de comunicação, monitoramento e avaliação das ações educativas na instituição, tem causado o desmantelamento dos NEAS. Como exemplo podemos citar o caso da Região Sul do país, onde apenas um NEA, o do RS, consta da estrutura do IBAMA, o qual, apesar de contar com poucos analistas, acabou por ceder uma educadora para o Núcleo de Licenciamento Ambiental (NLA) para suprir a demanda do licenciamento na área socioambiental. O mesmo ocorreu no NEA da Bahia, que foi fechado porque a sua única servidora também foi deslocada para dar apoio ao NLA.

Apesar desse quadro insatisfatório, na região sudeste, os NEAs dos quatro estados estão em atividade com sua estrutura mantida. Na região nordeste, são oito NEAs ativos e na região norte, sete. Ressaltamos que seis NEAs no Brasil, atuam em ações educativas em apoio ao Licenciamento Ambiental, realizando análise, acompanhamento e monitoramento dos Projetos e Programas de Educação Ambiental no âmbito das medidas mitigadoras e compensatórias, condicionantes das licenças ambientais federais.

Ressalta-se ainda que o Ibama empenhou recursos financeiros e humanos na capacitação de mais de mil educadores desde 1997 incluindo os analistas novos, outras instituições públicas e ONGs, na linha de ação Educação no Processo de Gestão Ambiental, prevista no Programa Nacional de Educação Ambiental (Pronea), cujas diretrizes de operacionalização foram elaboradas pelo Ibama em 1996.

A instituição dispõe, ainda que em um quantitativo muito aquém do necessário, de corpo técnico devidamente qualificado para dar suporte às atividades finalísticas do órgão previstas na lei nº 6938/81 que estabelece a Política Nacional do Meio Ambiente, e mais especificamente na lei nº 9795/99 que institui a Política Nacional de Educação Ambiental.

Assim nossa reivindicação objetivamente, prende-se à criação de uma Coordenação Geral de Educação Ambiental que atue de forma articulada com o Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (DEA/MMA) para dar suporte às ações nos estados, esperando que a mesma promova a reorganização do setor, captação de recursos, e retomada das capacitações continuadas, possibilitando assim condições de trabalho e dignidade aos educadores do Ibama/ICMbio. Em síntese, um tratamento semelhante ao das outras áreas e instrumentos previstos na estrutura regimental do Instituto.

Nesse sentido, a prerrogativa legal e as demandas por ações educativas na área de meio ambiente requeridas continuamente pela sociedade nas unidades descentralizadas das autarquias, impõem urgência no fortalecimento desse segmento e um reforço estrutural da área de educação Ambiental no IBAMA.

Certos que a Exma. Ministra do Meio Ambiente, saberá avaliar nosso pleito na medida correta e justa, despedimo-nos.

SERVIDORES  DO IBAMA

SERVIDORES DO ICMBIO

SERVIDORES DO JARDIM BOTÂNICO

SERVIDORES DO SFB

SERVIDORES DA ANA

SERVIDORES DO MMA

e mais …..

Anúncios

110 responses to this post.

  1. Eu assino embaixo!
    Precisamos do retorno da CGEAM no Ibama.

    Nicélio Acácio da Silva
    Analista Ambiental
    Resp. p/ NEA/Supes/MT

    Responder

    • Posted by Liliana Lincka on março 1, 2011 at 3:37 am

      Com toda certeza eu também assino.
      Somente unidos alcaçaremos a vitória!
      Também assinam: Amauri Fernandes Gurgel e Edna Maria Santos de Vasconcelos todos do…
      Nea/Supes/RN

      Responder

      • Eu também assino porque acho necessária que a educaçào ambiental seja uma meio para chegarmos a um fim ligado a mudança de paradigma no que concerne a açòes eftivas para a formação de cidadãos conscientes das consequências de suas atitudes dentro do meio em que ele vive, seja ele um ambiente verde oou marrom.

        Responder

        • Posted by carmelita reis on março 2, 2011 at 10:41 pm

          Eu também assino, uma vez que a Educação Ambiental é a mais forte e autêntica ferramenta que nós, ambientalistas, temos para repassarmos as gerações futuras, os conhecimentos da sustentabilidade que somente através da Educação Ambiental, conseguimos para a formação de novos paradigmas e novos rumos para a salvação de nosso planeta.
          Carmelita Reis – ambientalista

          Responder

    • Posted by Liliana Lincka on março 1, 2011 at 3:39 am

      Eu assino…

      Liliana Lincka
      Coordenadora
      Nea/Supes/RN

      Responder

    • Posted by DAMIÃO DANTAS DE SOUSA on março 1, 2011 at 5:31 pm

      Tenho o maior prazer de assinar esta justa causa. Viva a Educação Ambiental.
      Damião Dantas – Analista Ambiental, hoje, no Icmbio

      Responder

    • Posted by Auridenes Matos on março 2, 2011 at 12:28 pm

      Reiteramos a necessidade urgente de reestruturação e fortalecimento de Políticas Públicas de Educação Ambiental nos órgãos federais, com destaque para o MMA e o IBAMA!
      Exigimos que o Governo Federal cumpra o seu papel consticicional!Está passando da hora, de que haja mudança inclusive na equipe, pois a realidade, exige disposição para novas tomadas de ações, atitudes e mão na massa! O órgão gestor federal necessita urgentemente dá exemplo! As políticas públicas tem que sair do papel!
      E cadê a IV Conferência Nacional de Meio Ambiente???
      Aguardamos uma resposta da Exma. Ministra.

      Estamos de Olho Vivo!

      Att.
      Auridenes Matos / CIEA BRASIL (Maranhão)

      Responder

  2. Também assino embaixo!
    Pelo retorno da CGEAM no Ibama!

    Sinvaldo Gonçalves de Moura Mendes
    Analista Ambiental
    Resp. NEA/Supes/PI

    Responder

  3. Posted by Rosa Lia on fevereiro 27, 2011 at 8:27 pm

    Parabens pela iniciativa. Sugiro enfatizar a ENCEA.

    Responder

  4. Posted by Flavia Mochel on fevereiro 28, 2011 at 12:28 am

    Meu total apoio à essa reivindicação, que é de importancia pra toda a sociedade brasileira!

    Responder

  5. Posted by Miguel on fevereiro 28, 2011 at 1:27 am

    A educação, em todos os sentidos, é fundamental. Assino em baixo, ao lado, acima…

    Responder

  6. Posted by Luís Câmara on fevereiro 28, 2011 at 1:49 am

    Educação Ambiental no IBAMA já! É muito importante que os avanços continuem e nada de retrocessos. As possibilidades de mudanças não acontecem quando desprezamos as conquitas adquiridas, sem contudo perder a capacidade crítica.

    Responder

  7. Posted by Daniel Castro on fevereiro 28, 2011 at 11:03 am

    Podemos ficar respondendo corretivamente aos “incêndios” emergenciais, que são gerados por falta de educação adequada! Porque não prevenir? Aguardaremos a resposta a esta carta afim de sabermos os objetivos de nossos direcionadores! Pois evidentemente sem educação não há prevenção. Parabéns pela iniciativa.

    Daniel Castro
    Analista Ambiental
    Parnaíba/PI

    Responder

  8. Posted by Mauro Guimarães - UFRRJ on fevereiro 28, 2011 at 12:29 pm

    Pela importância histórica da CGEAM e a possibilidade de capilarização qualificada da EA pelo Brasil por meio da estrutura do IBAMA, acredito fundamental a sua reestruturação em conjunto com os NEAs.

    Responder

  9. Posted by Margarida Sturaro on fevereiro 28, 2011 at 12:39 pm

    Total apoio! Precisamos enfatizar nossa reivindicação.
    Margarida Sturaro
    NEA/IBAMA/SP

    Responder

  10. Posted by Karina Jorge Dino on fevereiro 28, 2011 at 1:44 pm

    Apoio totalmente a reinstitucionalização da Educação Ambiental no IBAMA, de forma a possibilitar uma gestão socioambiental mais democrática e justa.

    Responder

  11. Posted by na Rosa Marques on fevereiro 28, 2011 at 5:13 pm

    O IBAMA precisa retomar os programas iniciados no processo de educação ambiental e a CEGEAM é fundamental para nortear as ações no Brasil. POR UMA EA VIVA E ATUANTE, JÁ!!
    Abraços aos que defendem a EA.

    Responder

  12. Posted by Ana Maria Torres Rodrigues on fevereiro 28, 2011 at 6:32 pm

    Um dos maiores retrocessos que tivemos na esfera federal ambiental foi vermos paralizados os belíssimos trabalhos desenvolvidos pelos NEAs em todos os cantos do país, com as comunidades mais carentes e necessitadas de assistência, em função da divisão do IBAMA. Nunca é tarde para juntar o que sobrou e recuperar o espaço e a confiança de tantos e tantas.

    Bom trabalho…sigam em frente com todas as boas experiências e resultados dos esforços de nossas equipes da Educação Ambiental.

    Responder

  13. Posted by Fernando Francisco Xavier on fevereiro 28, 2011 at 8:42 pm

    Apoiado. A gestão socioambiental precisa ter uma estrutura que dê conta do seu desafio institucional.

    Responder

  14. Posted by Aline Almeida on fevereiro 28, 2011 at 8:48 pm

    Por todas as árduas conquistas, pelo trabalho, pela trajetória, pelo o que representou e representa a CGEAM, meu total apoio à esta iniciativa.

    Aline Almeida – educadora ambiental

    Responder

  15. Posted by Luiz Motta on fevereiro 28, 2011 at 9:10 pm

    Apoio totalmente a reinstitucionalização da Educação Ambiental no IBAMA, de forma a possibilitar uma gestão socioambiental mais democrática e justa.

    Responder

  16. Posted by Tatiana Walter on fevereiro 28, 2011 at 9:29 pm

    É de expressa importância que a estrutura do IBAMA tenha um locus que pense e articule as ações de educação ambiental para que de fato a política nacional de educação ambiental seja implementada.

    Responder

  17. Total apoio à recriação da coordenação geral de educação ambiental no IBAMA. Uma das coisas que mais me impressionou na última rodada do Programa Nacional de Capacitação PNC (2009), voltado para o tema do licenciamento ambiental, foi ver a educação ambiental ser reduzida à informação e comunicação social. Para ver o que dá, afastar os educadores dos processos de formação. E o IBAMA trás nos seus quadros ‘grandes’ educadores, os quais considero verdadeiro patrimônio nacional, a maioria hoje exilados em outros setores. Urge, que nesse momento de descentralização da gestão ambiental, a metodologia de educação no processo de gestão ambiental, criada pela antiga CGEAM e com excelentes resultados, volte a ser difundida em todos os estados. CGEAM Já!!

    Lara Moutinho da Costa
    Superintendente de Educação Ambiental
    Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro

    Responder

    • Posted by Thais Salmito on março 1, 2011 at 11:23 pm

      Olá querida Lara.Voçê é parceríssima mesmo. As diretrizes de EA no Ibama foram realmente construídas com muita luta, ideologia, emoção, seriedade e carinho, durante mais de 18 anos, tendo com foco, a necessidade de dar voz e qualificar aqueles excluídos dos precessos políticos que integram a gestão ambiental pública. É hora de dar continuidade a isso tudo com os meios necessários. Nada tão complicado assim. A legislação nos respalda. A volta da coordenação para organizar é o que falta nesse momento. Obrigado pela elegância com que se referiu à nos educadores do Ibama.Thais Salmito-NEA/RJ

      Responder

    • Posted by Maria Claudia Kohler on março 2, 2011 at 2:18 am

      Lara, é por ai mesmo. A EA precisa ser consistente e permanente. è um processo permanente de mudança e formação de atitudes e valores. Precisamos valorizar os profissionais desta área tão nobre e importante para um processo de verdadeira mudança de mentalidade no nosso país. Estamos ai!! Vamos juntos! Bjs, M Claudia

      Responder

  18. Posted by Heloisa Helena Ferraz Ayres on março 1, 2011 at 1:56 pm

    Apoio a reestruturação da área de Educação Ambiental do IBAMA.

    Responder

  19. Posted by Irani Santos on março 1, 2011 at 2:04 pm

    Conte conosco! o IBAMA precisa resgatar a Educação Ambiental como suporte necessário para cumprimento de suas atribuições enquanto órgão executivo da Política Nacional de Educação Ambiental.

    Responder

  20. Posted by Marilane de Jesus Ferreira on março 1, 2011 at 2:58 pm

    Devemos compreender que aplicando uma política que promova a importância da educação ambiental voltada principalmente para a sustentabilidade é muito mais que a simples causa do meio ambiente, a educação ambiental voltada para a sustentabilidade analisa um amplo espectro de fatores que leva em consideração também os indivíduos afetados pelas atividades e ameaças a comunidades sujeitas às conseqüências danosas das práticas predatórias. Assim deve-se também ter em mente que a educação ambiental voltada para a sustentabilidade tem que prever a redução da vulnerabilidade dessas pessoas.
    Marilane de Jesus Ferreira – Coordenadora da Agenda XXI Arapongas ” Cidade dos Passarinhos”

    Responder

    • Posted by Thais Salmito on março 1, 2011 at 11:29 pm

      Marilane. Não podemos esquecer que tudo isso tem que acontecer com justiça social e que sustentabildade é uma palavrinha polissêmica,pense nisso. Obrigado pela manifestação. Vçê assina também a carta? Thais salmito- Ibama/NEA/RJ

      Responder

  21. Posted by Angelo José Rodrigues Lima on março 1, 2011 at 3:18 pm

    Avalio ser de extrema importância a existência do setor de educação ambiental no IBAMA e ainda mais que ele seja integrado em articulação intrainstitucional com os outros setores de educação ambiental no governo federal, de forma a dar uma visão holística dos diversos programas no interioro do governo federal.
    Angelo
    biólogo

    Responder

  22. Posted by Marina Reina Gonçalves on março 1, 2011 at 3:24 pm

    Também apoio à recriação da CGEAM no IBAMA.
    Marina Reina (Biodinamica Eng e Meio Ambiente)

    Responder

  23. COM CERTEZA, ASSINO EM BAIXO!!

    Responder

  24. Deixo registrado o meu e da nossa instituição – Instituto de Ecoturismo do Paraná (IEPR) – total apoio a reinstitucionalização da Educação Ambiental no IBAMA.

    RENATA GARRETT PADILHA
    Presidente do IEPR

    Responder

  25. Posted by Tadeu Ribeiro on março 1, 2011 at 3:55 pm

    Apoio a iniciativa do retorno da CGEAM ao IBAMA. A Educação Ambiental precisa estar presente efetivamente na instituição.

    Tadeu Ribeiro
    Coletivo Jovem de Meio Ambiente de Pirenópolis – GO

    Responder

  26. O Instituto Ipanema apoia a manutenção de orgão especifico para tratar da educação ambiental no IBAMA. Educação Ambiental tem raizes expressas na Constitutição Federal de 1988 sendo um tema transversal a qualquer atividade ligada ao meio ambiente. Lembramos ainda a lei nacional sobre educação ambiental e as responsabilidades do IBAMA quanto ao licenciamento ambiental onde a educação ambiental tem seria conexão. cordialmente Ninon Machado

    Responder

  27. Posted by Paulo Oliveira on março 1, 2011 at 4:15 pm

    Apoio absoluto e total à iniciativa.
    Pela reinstitucionalização da Educação Ambiental no Ibama.

    Paulo Oliveira
    Analista Ambiental
    Tracuateua – PA

    Responder

  28. Posted by Celeste Vinhas on março 1, 2011 at 5:02 pm

    Eu apoio incondicionalmente essa reivindicação!!

    Responder

  29. Posted by Carlos Artur Felippe on março 1, 2011 at 5:32 pm

    Todo apoio à reversão do crime de extinção da CGEAM, pois é do que se trata – um crime de lesa-pátria, na acepção da palavra. E que ela volte nos exatos moldes e princípios instituídos, a duras penas, pelo Quintas e demais parceiros, e não desfigurada, como costuma ocorrer em casos semelhantes.

    Carlos Artur Felippe
    Educador Ambiental
    Katu Gente&Ambiente

    Responder

  30. Concordo com a iniciativa. Esta instituição é feita para atender aos anseios do povo, aos anseios do Estado Brasileiro, e não aos anseios de uma política de gestão.
    Bem-vindos à República das Bananas!

    Responder

  31. Posted by Jeronimo Martins on março 1, 2011 at 5:56 pm

    Apoio o documento e a causa.

    Jerônimo C. Martins

    Resex do Rio Ouro Preto – ICMBio

    Guajará-Mirim – RO

    Responder

  32. Posted by Flávia Biondo da Silva on março 1, 2011 at 6:21 pm

    Nenhuma ação ambiental e exequivel sem a educação e o poder de polícia (fiscalização) do Ibama é potencialmente evidente a necessidade de educar juntamente com a punição.
    Ações de fiscalização do Ibama romperam processos educativos no passado nunca mais resgatados, pois a educação e a fiscalização devem andar de mãos dadas, apoiando e complementando uma a outra.

    Responder

  33. Posted by Águeda Maria G. Coelho (NEA/Ibama/CE) on março 1, 2011 at 7:43 pm

    Estivemos e estamos nessa luta pela reinstitucionalização da Educação ambiental no Ibama. É urgente ! Nós educadores ambientais do Ibama exigimos a reinstitucionalização já.

    Responder

  34. Posted by Maria José Colaço Rocha (NEA/Ibama/CE) on março 1, 2011 at 7:47 pm

    Total apoio a luta pela reinstitucionalização da educação ambiental no Ibama.

    Responder

  35. Posted by Wilma do Lago on março 1, 2011 at 8:14 pm

    Tudo que sei sobre EA aprendi com o pessoal do IBAMA. Foi a melhor coisa que já aconteceu no IBAMA. Não pode acabar…tem é que se fortalecer! Se vocês querem acabar logo com o IBAMA, então acabem com a Educação Ambiental!

    Responder

  36. Posted by Débora F. Calheiros on março 1, 2011 at 8:24 pm

    Apoio totalmente a iniciativa de reestruturar a EA no IBAMA, dando o devido valor à educação e não só a fiscalização…

    Responder

  37. Posted by denise morand on março 1, 2011 at 8:26 pm

    Total apoio!
    Tudo começa pela educação.

    Responder

  38. Posted by Maura Machado Silva on março 1, 2011 at 10:04 pm

    Apóio a carta.

    Maura Machado Silva
    Analista Ambiental/MMA

    Responder

  39. Posted by Edilberto Poggi on março 1, 2011 at 10:27 pm

    Estou Secretário de Meio Ambiente de uma pequena cidade do estado do Pará, Dom Eliseu, nós estamos sofrendo em fazer politicas publicas para o desenvolvimento sustentável, por falta da Educação Ambiental, vamos plantar agora, como se planta uma arvore para nos dar frutos no futuro com um meio ambiente racional e sustentável, como nós todos queremos.
    Assino quantas vezes for preciso!!!
    Edilberto Poggi.

    Responder

  40. Posted by Carlos Felipe on março 1, 2011 at 11:06 pm

    Pela Educação Ambiental no IBAMA e no ICMBio!

    Responder

  41. Posted by Almir Requião on março 2, 2011 at 12:16 am

    Não podemos perder essa ferramenta de trabalho na educação ambiental. aqui na Ilha de Itaparica trabalhamos com as escolas municipais em área de manguezais, para proteger esse ecossistema tão importante para a biodiversidade e seus moradores no entorno.
    A Catarina Paraguatur receptivo nativo da ilha participa dando apoio logístico e equipamento de aulas.
    Nosso posto do IBAMA foi fechado na divisão para criação do ICMBIO.
    Que pena.
    Almir Requião presidente da ONG=Manguezal Meu Quintal da ilha de itaparica.
    Tel 71 9975.4959 3682.1083

    Responder

  42. Posted by Claudia Barbosa on março 2, 2011 at 12:29 am

    Que a educação ambiental transformadora e emancipatória seja fortalecida no IBAMA e no ICMBio.

    Responder

  43. Posted by José Ricardo on março 2, 2011 at 12:34 am

    Temos que fortalecer cada vez mais a EA em nosso país, para construirmos uma sociedade mais justa. Conte com meu apoio.

    José Ricardo.
    NEA-BC Armação dos Búzios.
    Agenda 21 Escolar (E.M. Prof. Ciléa Maria Barreto).

    Responder

  44. Posted by Isis Akemi Morimoto Toschi Oliveira on março 2, 2011 at 12:57 am

    Com todo o meu apoio! Isis Ak. NEA/SP

    Responder

  45. Posted by Ana Luiza Cordeiro de Morais Barbosa on março 2, 2011 at 1:18 am

    Apoiado!

    Ana Luiza Cordeiro de Morais Barbosa
    Universidade Federal Fluminense

    Responder

  46. Posted by Eduardo da Costa Freire on março 2, 2011 at 2:11 am

    Pela reestruturação e fortalecimento da EA no BRasil…

    Responder

  47. Posted by Luciana Siqueiros on março 2, 2011 at 2:48 am

    Apoiado!

    Luciana Siqueiros- USP

    Responder

  48. Parabéns pela nobre iniciativa. Apoio total pela Educação Ambiental ampla e irrestrita. Esse será um dos mais importantes instrumentos da ampliação da cidadania; onde o ser humano e a sua origem se reencontrarão em comunhão natural integrada.

    Valmir Mendes de Carvalho

    Condado – Pernambuco – Brasil

    Responder

  49. Posted by Alex Bernal on março 2, 2011 at 3:39 am

    Existe melhor momento para compreender as contradições do discurso do desenvolvimento sustentável do que nos processos de licenciamento ambiental?
    Talvez até exista, mas na dúvida, nada melhor do que ter um órgão ambiental da importância do IBAMA preparado para fomentar uma educação ambiental que torne possível que que as contradições apareçam e sejam desenvolvidas.
    Eu apoio e assino a carta.
    Alex Bernal
    Coletivo Jovem de Meio Ambiente do Rio de Janeiro
    Rede de Juventude pelo Meio Ambiente e Sustentabilidade
    Mestrando em Educação na UFRJ

    Responder

  50. Posted by luiz fernando ferreira da silva on março 2, 2011 at 10:21 am

    Parabéns total apoio, trabalho e moro em uma comunidade costeira Flecheiras no Ceará e sei o quanto é importante e fundamental a reinstitucionalização da educação ambiental no Ibama. Desta forma podemos continuar a pensar em sustentabilidade.

    Responder

  51. educaçao ambiental em tudo!

    Responder

  52. Posted by Telda Pereira Costa Lima on março 2, 2011 at 11:45 am

    Parabenizo a todos por fazer parte desse movimento, acredito que este é um momento oportuno para requerermos a volta da Educação Ambiental no IBAMA, não apenas como apêndice de outra coordenação. Temos o NEAs nós estados que não tem nenhuma estrutura para se manterem, sem falar na extinção dos núcleos em vários estados. Apesar da encorporação da educação ambiental no licenciamnto, isto não basta, como educadora que sou, quero a educação ambiental seja estrutura no IBAMA e tenhamos clareza é uma luta que tem início agora, contuto poderá alcançar os pincaros da nossa paciência, entretanto nunca achará nossa desistência.
    Um abraço!!

    Responder

    • Posted by Thais Salmito on março 9, 2011 at 11:53 am

      Telda querida,essa sua emoção é demais, temos que teimar,teimar….., insistir, persisitir, sabemos o que é necessário para este segmento. Obrigado pela força. Valeu. Thais Salmito

      Responder

  53. Posted by Renato Mendes Bereta on março 2, 2011 at 12:38 pm

    Concordo, plenamente, com tudo que foi escrito.
    Parabéns pela iniciativa.

    “SEJA A DIFERENÇA QUE VOCÊ QUER NO MUNDO”.
    Gandhi

    Responder

  54. Posted by Omar Rocha on março 2, 2011 at 1:03 pm

    Urgente, urgente, urgente – precisamos de políticas URGENTES de Educação Ambiental, stand alone e integradas à educação escolar.

    Responder

  55. Posted by Adriana Lins on março 2, 2011 at 1:47 pm

    A educação é uma solução de efeito duradouro para a problemática ambiental.

    Responder

  56. Posted by deis elucy siqueria on março 2, 2011 at 2:09 pm

    Totalmente urgente e apoiada a retomada da EA e dos trabalhos do querido, sério e competente Prof. Quintas e sua bela equipe. Sorte e força.

    Responder

  57. Posted by Daniele Santos on março 2, 2011 at 2:46 pm

    Apoiado e assinado!

    Responder

  58. Posted by Ana Paula Vieira on março 2, 2011 at 2:47 pm

    Apoio a reivindicando (mais uma vez) a estruturação do lócus da EA no Ibama.

    RG 4041200496 SSP/ RS

    Responder

  59. Posted by Reinaldo Zuardi on março 2, 2011 at 3:00 pm

    Após termos o Quintas, tocado a CGEAM-IBAMA por anos, é um crime a extinção do setor na prática, e as reuniões de 2008 prá cá até hoje não resultaram em nada ??? Absurdo !!!! Colocam toda história de enraizamento da EA no lixo !!!!
    Isso é um descaso administrativo, que para educadores é muito grave.
    Por uma EA emancipatória e transformadora !!!
    Pelo fortalecimento da EA no ICMBio e no IBAMA e em todo resto do Brasil !

    Responder

  60. Posted by Erica Steagall on março 2, 2011 at 3:03 pm

    Assino embaixo sem restrições. Pela educação libertadora e justiça social.

    Responder

  61. Posted by Anderson Peixoto Amparo on março 2, 2011 at 3:45 pm

    Assino e concordo com tudo que foi dito!
    Mais força para a EA dentro dos órgãos ambientais.

    Por outras prioridades!

    Anderson – ESREG Costa Marques – Rondônia

    Responder

  62. Apoiado! A Educação Ambiental é fundamental para a formação de um cidadão mais consciente, garantindo a preservação do nosso meio ambiente no futuro. Só com a educação haverá respeito e vida na natureza.

    Responder

  63. Posted by Selma Bara Melgaço on março 2, 2011 at 5:15 pm

    Eu apoio a reestruturação da Coordenação de Educação Ambiental na estrutura do IBAMA e o fortalecimento desta em todas as instituições governamentais.

    Responder

  64. Posted by JORGE LOPES DIONISIO FILHO on março 2, 2011 at 7:13 pm

    Parabenizo pela iniciativa. Esta inclusão da Educação Ambiental de modo institucionalizada no IBAMA é mais que urgente. Não podemos conceber um processo de construção de uma sociedade socialmente justa e ambientalmente sustentável sem que aja a contribuição da Educação Ambienmtal, cujos propósitos foram mais que firmados em diversas Conferências mundiais

    Responder

  65. Posted by Fábio José Pereira da Silva on março 2, 2011 at 8:16 pm

    Assino e apoio…! sinto-me contemplado com as palavras d@s Companheir@s acima.

    Responder

  66. Posted by Delia de Oliveira Ladeia on março 2, 2011 at 9:15 pm

    Carta validada. A implementação de uma politica ambiental economicamente viável, socialmente justa e ambientalmente correta, só será consolidada se tivemos sgregado a ela, a Educação ambiental. Consciência ambiental é um processo de construção e nós educadores somos os viabilizadores deste processo.

    Espero que os novos gestorescompreendam essa urgência.

    Délia ladeia
    Educomunicadora Itamaraju/Bahia

    Responder

  67. Posted by Teresinha Sá Oliveira on março 2, 2011 at 11:32 pm

    O fortalecimento da Educação Ambiental é fundamental para a mudança do paradigma atual! A construção de uma sociedade sustentável necessita de políticas sérias e comprometidas com a vida e utopicamente apartidária. Educadores Ambientais unindo forças e apoiando IBAMA! Chega de gestores descomprometidos e irresponsáveis com as questões ambientais! Lembrando sempre que quem os contrata e demite somos nós!!

    Teresinha Sá Oliveira
    Professora Municipal/PoA/RS
    Educadora Ambiental

    Responder

  68. Posted by Flávia on março 3, 2011 at 12:36 am

    Eu assino com certeza este ato!

    Responder

  69. Posted by Maurício d' Arêde on março 3, 2011 at 3:39 pm

    Têm total apoio e parabenizo por essa importante iniciativa! Como disse Paulo Freire numa frase bem conhecida, e verdadeira:

    “Se a educação sozinha não transformar a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda.”

    Maurício Câmara Ribeiro d’Arêde

    Raiz Forte EA – Rio de Janeiro

    Responder

  70. Posted by Tiago Lincka on março 3, 2011 at 7:03 pm

    Eu também assino.
    Bibliotecário UFRN
    CRB-15/498

    Responder

  71. Posted by Eliane Dias Camilo on março 3, 2011 at 7:11 pm

    Pelo fortalecimento da EA no Brasil

    Eliane Dias Camilo
    Educadora Ambiental
    CESCAR – Coletivo Educador de São Carlos, Araraquara e Região

    Responder

  72. Posted by Adriana Melo Magalhães on março 3, 2011 at 9:30 pm

    Apoio totalmente.
    Parabéns a todos os que trabalharam neste pedido e tomaram esta iniciativa.

    Responder

  73. Posted by Andrea Carolina Martins Ramos Santos on março 3, 2011 at 9:36 pm

    Assino!
    Andrea Ramos Santos
    Educadora Ambiental
    A Rocha Brasil

    Responder

  74. Todo apoio à Educação Ambiental.
    Abraços. Carlos Diniz.

    Responder

  75. Posted by Martha Thebald on março 5, 2011 at 1:07 am

    Sou completamente solidária ao fortalecimento e reestruturação da educação ambiental no IBAMA. Uma vez que ele é um dos órgãos responsáveis pela execução da PNMA e cobra responsabilidade civil ambiental de cerca de 192 milhões de pessoas. O mesmo está respaldado por uma das melhores legislações ambientais do mundo.
    Um órgão que surgiu da fusão de outros órgãos ambientais, não pode deixar uma fatia, um patamar tão importante como educação ambiental em segundo plano.
    Sobrevivência do planeta não se consegue somente com ações punitivas, mas principalmente com ações educativas de modo a desconstruir e construir consciência.

    Assino e apoio.
    Martha Thebald

    Responder

  76. Posted by Leonardo Candido on março 5, 2011 at 3:27 am

    Apesar de todo o esforço que foi realizado para exterminar a educação ambiental no interior dos órgãos de execução da política ambiental federal essa forte mobilização mostra que as ações não pararam e necessitam do respaldo institucional para crescer ainda mais.
    Apoio total a esta justa e necessária reinvindicação.
    abraços. Leonardo Cândido – RESEX Lago do Cedro – Aruanã;GO

    Responder

  77. Posted by Adamar de Oliveira Silva on março 5, 2011 at 3:22 pm

    Estou de pleno acordo e assino.
    Adamar de Oliveira Silva

    Responder

  78. Meio ambiente, saúde, e educação deveriam andar sempre associados!
    Parabéns pela iniciativa, Regina Fonseca, coordenadora e articuladora do Movimento Nós Podemos São Paulo (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio)

    Responder

  79. Assino a carta como Coordenador do Setorial Estadual de meio Ambiente e Desenvolvimento do PT RJ.
    O CJ RJ, do qual faço parte também assina.

    Responder

  80. Posted by Elda Tavolaro on março 9, 2011 at 12:37 am

    Assino abaixo com meu total e irrestrito apoio.
    Elda Tavolaro
    Arquiteta Urbanista
    CADES VM

    Responder

  81. Posted by Raoni Japiassu on março 10, 2011 at 12:29 pm

    Parabéns pela iniciativa. Assino a carta.

    Raoni Japiassu Merisse
    Analista Ambiental – ICMBio
    Parque Nacional do Araguaia – TO

    Responder

  82. Posted by Carlos Lopes on março 11, 2011 at 7:41 pm

    Com certeza eu apoio. É hora de o Governo parar de politicagem e ouvir as pessoas que entendem e querem o melhor para o país.

    Carlos Alberto Lopes e Letícia Grillo

    Responder

  83. Posted by José Cassimiro Felipe on março 12, 2011 at 1:36 am

    Viva a Educação Ambiental!!!
    Assino com a certeza de que teremos dias melhores!

    José Cassimiro Felipe – Poço Branco RN – SOS Mangues do RN

    Responder

  84. Concordo e Assino!

    Rogério Rocco
    Analista Ambiental do ICMBio
    Coordenação Regional – CR8/RJ
    Professor Universitário e Mestre em Direito da Cidade pela UERJ
    Ex-Superintendente do IBAMA/RJ e Ex-Coordenador Regional do ICMBio

    Responder

  85. Posted by MAria José Rosas on março 13, 2011 at 4:33 pm

    Pedagoga
    Instituto Arborize
    Camaçari

    Concordo com a proposta e faço um adendo a seguinte adendo:
    Acredito que seja necessário, inclusive, que a educação ambiental institucionalizada seja pensada (e realizada) para que o Brasil alcance o máximo de equidade social e ambiental possível.
    Economia (administração da casa)só é atende aos interesse dos seus partícipes quando contempla o equilíbrio entre estes mesmos partícipes (equilíbrio ecológico), o que passa por uma reeducação das pessoas (principalmente nossas lideranças) para pensar um desenvolvimento diferente do vigente.

    Responder

  86. Posted by Joaquim Benedito da Silva Filho on março 16, 2011 at 6:49 pm

    A tarefa prioritária e urgente é Reinstitucionalizar a Educação Ambiental na área ambiental.
    É imperioso que esse valioso instrumento de transformação social, com todas suas prerrogativas, competências e atribuições,participe ativamente nos processos de gestão do meio ambiente.
    Estou à disposição do movimento!

    Joaquim Benedito da Silva Filho
    Analista CGFAP/DBFLO/IBAMA

    Responder

  87. Posted by Joaquim Benedito da Silva Filho on março 16, 2011 at 6:59 pm

    A tarefa prioritária e urgente é Reinstitucionalizar a Educação Ambiental na área ambiental.
    É imperioso que esse valioso instrumento de transformação social, com suas prerrogativas, competências e atribuições plenas, participe ativamente nos processos de gestão do meio ambiente.
    Estou à disposição do movimento!

    Joaquim Benedito da Silva Filho
    Analista CGFAP/DBFLO/IBAMA

    Responder

  88. Posted by Elói Dorneles da Silva on março 17, 2011 at 12:32 am

    A Educação Ambiental é importantissima nos Orgãos ambientais, mas tamanha é sua importancia, que também deveria ser obrigatória no curriculo escolar. Aprovo totalmente o movimento.

    APREMAG Assoc. de Preservaçâo do Meio Ambiente de Gov. Celso Ramos SC

    Responder

  89. Posted by Cesar Pegoraro on março 21, 2011 at 12:31 pm

    Olá Gestores, Cidadãos e demais interessad@s!
    Quando falamos da questão natureza, temos uma relação bastante conflituosa e mal resolvida historicamente. Meio ambiente apenas foi visto como alvo de nossos ganhos, para nosso usufruto e local onde deixamos aquilo que é inservível! Brasil sempre foi visto como um lugar abençoado por Deus e de natureza inesgotável! Este momento já passou, sabemos! Contudo poucas pessoas agem com esta percepção, portanto necessitamos urgentemente de processos educativos e sensibilizatórios para mudar esta relação de conotação auto-destrutiva que temos ainda propagado!!!
    Necessitamos de EA em todas as esferas do Governo, da Sociedade e das empresas. Estamos incessantemente em processo de formação, portanto somos passíveis de rever conceitos e transformar o nosso modo predatório para uma posição de mais reverência e proteção! Ajamos pela sobrevivência e pela harmonia! Educação Ambiental já para estes órgãos tão importante no trato ambiental!!!
    Abraços,
    Cesinha Pegoraro – Ecoeducador, Permacultor, Cidadão Planetário

    Responder

  90. Posted by Luiz Mendes on março 21, 2011 at 1:53 pm

    Nós educadores, entendemos que a educação é o caminho para as transformações sociais. Nesse contexto, apoiamos a criação e o efetivo funcionamento da EA no IBAMA e esta trabalhasse em conjunto com as escolas públicas privadas.

    Escola Rocha Leal

    Responder

  91. Posted by Carina Tostes Abreu on março 22, 2011 at 11:33 am

    Com certeza dou meu apoio para essa causa super importante!

    Responder

  92. Posted by PEDRO SÉRGIO OLIVEIRA on março 22, 2011 at 6:34 pm

    As ações são muito boas mas infelizmente ainda ineficazes,moro em Quatpipuru Pa. e aqui não tivemos nada palpável para contuar acreditando num trabalho verdadeiramente promissor.

    Responder

  93. Posted by João Batista de Freitas on março 22, 2011 at 7:57 pm

    A Educação é incontestavelmente o caminho mais curto entre a inconsequencia da ignorância absoluta e o equilíbrio da consciência plena! Por uma questão de sustentabilidade, a Educação Ambiental é condição “Sine qua non”, na incansável tarefa de formar cidadãos comprometidos com a causa Ambiental, visando a preservação dos nossos recursos e da qualidade de vida no Planeta!
    Portanto, Eu assino e Apoio a presente.

    João Batista de Freitas, é Servidor da SUPES/IBAMA/MT/SAR.

    Responder

  94. Posted by ROSA on abril 12, 2011 at 12:47 am

    EU TAMBÉM CONCORDO PLENAMENTE COM A EA NO IBAMA E TAMBÉM DENTRO DAS ESCOLAS, ONDE TEREMOS UM PUBLICO MAIOR EM DEFESA DO MEIO AMBIENTE, SOU ESTUDANTE DE PEDAGOGIA E ESPERO PODER FAZER A PÓS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL, GOSTO MUITO DESSA AREA.

    e TAMBÉM ASSINO EM BAIXO, VAMOS DEFENDER O MEIO AMBIENTE.
    APIAÍ / SP
    PORTAL DA MATA ATLÂNTICA.

    Responder

  95. Posted by Thais SAlmito on abril 13, 2011 at 5:02 pm

    Rosa
    Obrigado pela adesão!!!!Bem vinda ao time. Nesse sentido recomendo que você leia no ítem, OPINIÃO, os fundamentos que norteiam nosso trabalho no Ibama. Existem ainda outras formas de atuação, que devem ser visitadas por você, vasculhe esse site para descobrir.
    Abraços
    Thais

    Responder

  96. Posted by Ribson Floriano dos Santos on abril 27, 2011 at 6:49 pm

    Eu apoio, estou me formando em ciências econômicas e, acredito eu, que o grande desafio desse século será uma forma de produzirmos os bens de consumo sem agredir o meio ambiente, e o EA é uma maneira de começarmos a plantar ideias que vão contribuir para um novo modo de relação homes x natureza.

    Responder

  97. Parabéns! essa reinvidicação tem que partir dos educandos e educadores, buscando junto às fontes o apóio para Agenda 21 Escolar, visando a sustentabilidade social e econômica de uma comunidade.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: