Lara Fala da CGEAM Ibama e ICMBio


FALA RJ:

“Companheiros, considero importantíssimo o movimento pela reestruturação da EA no IBAMA e vinculadas do MMA, com a imediata recriação da CGEAM-IBAMA e criação de estrutura similar no ICMBio.

Preocupa ver a EA no ICMBio reduzida a mero processo ou serviço (em algumas unidades reduziu-se mais ainda para diálogo social), ou meramente a uma estratégia nacional de comunicação, ainda que se diga articulada com processos educativos. Importante sim, que nessa Era da Informação, onde as TICs espalham-se por todos os lugares, a educação articule-se com comunicação. Fazemos isso no Rio de Janeiro há 4 anos com excelentes resultados, mas sem esquecer que as TICs são apenas ferramentas e instrumentos da EA. E ter uma estratégia nacional nessa linha não substitui a urgência de criar uma estrutura administrativa central que desenvolva a EA em todas as esferas necessárias dentro das UCs (conselhos de gestão, população do entorno, visitação pública, fiscalização, etc), seja em que nível for: sensibilizando os grupos, movimentos e comunidades, mobilizando, organizando os grupos sociais e formando para a participação na vida pública e uso dos instrumentos de gestão ambiental.

Contem conosco.

Lara Moutinho da Costa
Superintendente de Educação Ambiental
Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro”

Anúncios

6 responses to this post.

  1. Posted by Thais Salmito on março 2, 2011 at 12:26 am

    Olá querida Lara. Voçê é parceríssima mesmo. As diretrizes de EA no Ibama foram realmente construídas com muita luta, ideologia, emoção, seriedade e carinho, durante mais de 18 anos, tendo como principal foco, a necessidade de dar voz e qualificar aqueles excluídos dos processos políticos que integram a gestão ambiental pública. É hora de dar continuidade a isso tudo com os meios , a base legal e robusta e nos respalda. A volta da coordenação vai possibilitar: a organização do segmento; a construção das orientações pedagógicas conforme as atividades finalísticas do Ibama, de acordo com a tipologia dos empreendimentos(a exemplo das atividades petrolíficas, EA no licenciamento conduzido pela CGPEG); na captação de recursos financeiros; no estabelecimento das parcerias; na necessária articulação e suporte ao MMA para o estabelecimento das políticas de EA… enfim, tudo que a antiga CGEAM, fazia. Tudo que ficou prejudicado desde 2007, com a divisão do Ibama. É o que falta nesse momento, a coordenação.
    Despeço-me, agradecendo a Lara pela elegância com que se referiu à nós educadores do Ibama. Thais Salmito-NEA/RJ

    Responder

  2. Posted by Thais Salmito on março 2, 2011 at 10:13 am

    Lara. Nesse sentido, o Nea/RJ, fez um levantamento no final de janeiro dos NEAs do Ibama. Tem superintedência no nordeste que já juntou o NEA com a assessoria de comunicacação. As duas áreas são de extrema importancia, mas o equivoco é conceitual, e os objetivos são diferentes embora haja pontos que se tangenciam. Nosso trabalho envolve processos pedagógicos, metodologias e diretrizes que funcionam como um lume clareando para nossas ações educativas. Não adianta fazer qualquer coisa nessa área. Tem que fazer é com responsabilidade, pois buscamos tranformações, análise crítica da realidade, não a reprodução do sistema, onde as pessoas são gado. Na falta de um norte, as coisas correm soltas, conforme a cabeça do gestor público que está sentado na cadeira de mando(que pode até ter boa intenção, alías coisa que o ceu tá cheio) e enquanto isso o meio socioambiental paga a conta dos recursos públicos que escorrem pelos dedos, recursos estes oriundos dos impostos. Para começar penso isso. Valeu Lara pelo tom da prosa, e obrigado. Abraços apertados. Thais Salmito- Ibama/NEA/RJ

    Responder

    • Posted by Pedro Amorim on março 2, 2011 at 1:21 pm

      Thaisinha,

      Diante do peso dos argumentos, eu assino a Carta a Ministra, como Analista Ambiental do IBAMA/RJ.
      Conhecendo bem o trabalho desenvolvido por voces do NEA/RJ no licenciamento e junto as Unidades de Conservação, torcemos todos pela educação ambiental nesse Pais e nesse Instituto.
      Bjs
      Pedro

      Responder

      • Posted by marcos borges de souza on março 2, 2011 at 1:40 pm

        Thais,
        Na oficina ocorrida nos dias 16 e 17/02/2011, tive a oportunidade de participar do grupo que tratou da EA no IBAMA. Assim concordo com a reinstitucionalização da CGEAM.

        Portanto assino a carta dirigide à Sra. Ministra

        Marcos B. Souza
        Analista Ambiental
        SUPES/DITEC/RJ

        Responder

        • Posted by Leonor Ribas de Andrade on março 2, 2011 at 4:37 pm

          Thais,
          manifesto meu apoio, como analista ambiental lotada na DIPA/DITEC/RJ ao trabalho desenvolvido pelo NEA/RJ. Recomendo a reinstitucionalização da educação ambiental no IBAMA, por meio da criação de uma coordenação para esta finalidade. A educação ambiental perpassa as demais atividades da instituição, sendo fundamental garantia de um resultado positivo junto a todo público-alvo.
          Portanto, junte meu apoio à carta para a Ministra do Meio Ambiente

          Leonor Ribas de Andrade
          Analista Ambiental
          SUPES-DITEC/RJ

          Responder

      • Posted by Mary lincon on março 5, 2011 at 1:07 am

        Thais amiga. É claro que assino a carta como cidadã, e ambientalista, me interesso pelas questões ambientais. Conheço o trabalho do Ibama e respeito. A educação ambiental no órgáo precisa ser fortalecida. Abraços. Mary

        Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: